sábado, 3 de abril de 2010

CRIANÇAS ANESTESIADAS





CRIANÇAS ANESTESIADAS


Num domingo de 1991, às onze horas da noite, eu e meu filho mais velho, que tinha dez anos, estávamos na praça sete, em Belo Horizonte, esperando um ônibus.
Naquele quarteirão não havia mais ninguém.

Num certo momento, vimos aproximar, seis crianças de rua, que aparentavam ter de sete a dez anos, mais ou menos.
Elas andavam devagarinho na nossa direção, todas muito perto umas das outras. Nós nos afastamos um pouco, ao sentirmos medo.

Elas, com seus olhos arregalados e brilhantes, pareciam nem nos enxergar.
Pareciam verdadeiros zumbis.

Pararam num dos pilares de sustentação do ponto de ônibus. O maior, agachou-se para que seus ombros servissem de degrau, para os companheiros subirem na laje.
Depois, ele escalou o pilar, como se fosse um gato, indo juntar-se aos outros.

Lá em cima, andavam silenciosos, de um lado para o outro, vagarosamente, pisando e quebrando várias lâmpadas fluorescentes, que estavam amontoadas ali.
Pareciam hipnotizadas! Movimentavam-se tão lentamente, que parecia efeitos de câmera lenta...
O silêncio deles era macabro!

Um, chegou bem na beirada da laje e jogou uma lâmpada muito comprida, que se espatifou no chão. Aos poucos, os outros também, foram jogando todas que haviam lá.

O menorzinho pulou, caindo sentado sobre os vidros quebrados. Ficou parado, quieto, como se estivesse colado ali. Não gemeu, não gritou.

Na sequencia, todos fizeram a mesma coisa. Pareciam escolher onde tivesse mais cacos, para então se jogar, como se ali, estivesse esperando por eles, um prazer maior, ou a salvação.

Igual ao primeiro, todos cairam sentados... ficaram quietos... silenciosos... como estátuas.
Mas nessas estátuas, o sangue escorria, manchando aquele tapete branco, de vidros quebrados!

15/07/2004


Pertinho dali, muitas pessoas se afogavam no choop do Bang Bang Burguer, esparramadas sobre as cadeiras ao ar livre, enquanto assistiam um cantor da noite, interpretar divinamente uma música francesa, que foi sucesso nos anos sessenta.


(Quando o ônibus chegou, depois de nos acomodarmos nas últimas cadeiras, eu olhei para meu filho. Sem dizermos nada, choramos copiosamente)

2 COMENTÁRIOS:

Tulipa Negra disse...
Um post que conta uma triste história. Crianças e adultos parecem sempre precisar de algum profundo tormento, sofrimento. Confesso que não entendo. Beijo

Tulipa/Virgínia
Juliana Galante disse...
É O MEU FAVORITO...JÁ LI DEZENAS DE VEZES...

4 COMENTÁRIOS:

Amapola disse...
Testando espaço para comentário.
Sandra Botelho disse...
Serão as crianças anestesiadas ou aqueles que tudo assistiram e nada fizeram, se preocupando somente com o seu prazer?
Triste mas muito bem escrito. Bjos achocolatados minha querida, tenha dias lindos
Maria Bonfá disse...
historia triste Amapola.. que mundo nós estamos? tem horas que da medo olhar ao redor...pois só vejo ruinas.. linda noite para ti querida..beijão
Virgínia Allan disse...
Feliz Páscoa, carissima... só tenho a agradecer pelo carinho. Beijo

19 comentários:

  1. Muito triste...

    Que a renovação e a paz de Cristo nos caminhe a dias melhores... Feliz Páscoa a você e toda a sua família,

    beijinhos

    Gisele

    ResponderExcluir
  2. Triste né amiga.
    Vim te deixar o meu carinho.
    Um beijo grannnnnnnnnnnnnnnnde

    ResponderExcluir
  3. Essas crianças são solitárias.

    ResponderExcluir
  4. Oi!

    Tem selinho pra você! beijos

    ResponderExcluir
  5. Vim lhe agradecer a visita, conhecer seu blog e lhe retribuir os votos para uma Feliz Páscoa, junto aos seus familiares!

    Emocionante sua postagem! Dolorida lembrança...
    Hoje já nem imaginamos estar mais naquele horário, em qualquer lugar de BH... Sem passarmos por riscos sérios...

    Tenho boas lembranças quando ainda mocinha, podia "ver as vitrines" da Av. Afonso Pena... Com o tempo e as mudanças de hábito necessárias para a segurança, nos trancamos em casa, passamos e frequentar Shoppings e nos isolamos do resto da cidade...

    Fiz um passeio no tempo agora, Amapola... Obrigada pela partilha!

    Vim a esse blog seguindo o seu link principal. Voltarei para ler mais e irei segui-la. Aqui certamente encontrarei momentos sensíveis e interessantes!

    Pretendo ir aos seus outros (como eu, você também tem um "leque" a ser aberto... risos)

    Fica com Deus e tenha uma ótimo fim de semana!

    Beijos

    Helô Spitali

    ResponderExcluir
  6. Olá!!!
    Vim retribuir sua visita ao meu jardim.
    Seja bem-vinda e volte sempre!
    Nossa, que história triste.
    Desejo uma feliz Páscoa, muita paz e amor pra você e sua família.
    Bjs

    ResponderExcluir
  7. É uma contradição muito grande...coisas assim nos deixam sem palavras.

    Feliz Páscoa!

    Beijos e flores!

    ResponderExcluir
  8. Amada ñ se preocupe com isso ok.
    Vim te deixar o meu imenso carinho e lhe agradecer a visita.
    Deixo meus beijos borrados de chocolate rs e te desejar uma feliz Páscoa amada.
    Beijokas.

    ResponderExcluir
  9. Triste amiga...muito triste.
    Em que mundo estamos vivendo?
    Feliz Páscoa!

    Beijos na alma e coração!!

    ResponderExcluir
  10. Com todo gosto, querida Amapola, desejo-lhe Feliz Páscoa, porque Páscoa não é só chocolate. Aliás, Páscoa é Amor! Como se percebe pelo seu Lindo poema!

    Enfim, depois de tanto erro passado
    Tantas retaliações, tanto perigo
    Eis que ressurge noutro o velho amigo
    Nunca perdido, sempre reencontrado.

    É bom sentá-lo novamente ao lado
    Com olhos que contêm o olhar antigo
    Sempre comigo um pouco atribulado
    E como sempre singular amigo.

    Um bicho igual a mim, simples e humano
    Sabendo se mover e comover
    E a disfarçar com o meu próprio engano.

    O amigo: um ser que a vida não explica
    Que só se vai ao ver outro nascer
    E o espelho de minha alma multiplica....
    Soneto do Amigo

    Vinicius de Moraes*


    Beijos e o simplesmente o melhor *******************
    Renata

    ResponderExcluir
  11. A vida requer cuidado.
    Os amores tambem.
    Flores e espinhos são belezas
    que se dão juntas.
    Não queira uma só, elas não
    sabem viver sozinhas...
    Quem quizer levar a rosa para sua vida,
    terá de saber que com elas
    vão inumeros espinhos.
    Não se preocupe,... a beleza da
    rosa vale o incômodo dos espinhos...


    __Pdr: Fábio de Mello__


    Feliz Páscoa e beijos meus!!

    ResponderExcluir
  12. Bom dia amada.
    Cheguei rs.
    Obrigado pelo comentário,ameiiiiiiiiiii.
    Para vc também amada,uma feliz Páscoa com muita saúde, muito amor para ti e para a sua família ok.
    Um beijo grannnnnnnnnnnnnnnde.

    ResponderExcluir
  13. OI AMAPOLA, FELIZ PÁSCOA!

    CONVITE:

    O BLOG COMO ERA FÁCIL FAZER SEXO CONVIDA VOCÊ PARA O

    RENASCIMENTO DO AMOR ROMÂNTICO.


    A CRÔNICA :" DA TROMPA DE EUSTÁQUIO À TROMPA DE FALÓPIO, OU SIMPLESMENTE BOLERO.

    DEPOIS QUE VOCÊ PASSAR POR LÁ, DÊ UMA PASSADA NO, HUMOR EM TEXTO, POIS AS GORDAS GOSTOSAS MERECEM NOSSO CARINHO.

    Mais tarde quando você sentir saudade do bolero, acesse:
    http://www.youtube.com/watch?v=yEvesEeFsTc&feature=related


    UM ABRAÇÃO CARIOCA.

    ResponderExcluir
  14. Bom dia.
    Passando para desejar uma FELIZ PÁSCOA para você e sua familia. Já que estou sem computador, aproveito a visita de meus filhos para tirar uma casquinha do notebook de minha filha.
    FOI DESSE JEITO QUE EU OUVI DIZER... deseja uma boa semana.
    Beijo grande.
    Saudações Educacionais !

    ResponderExcluir
  15. Muito triste... Até nos deixa sem palavras.
    Passei para desejar-te um feliz domingo de Páscoa e que tudo por aí seja só amor!
    Jesus te ilumine nesta nova semana.
    Beijos.

    ResponderExcluir
  16. Tomara que ele te ajude! Quero ver no proximo post. :)
    Você já é muito querida, sabia?! Tem msn?!

    ResponderExcluir
  17. Minha linda, e quantas crianças não existem jogadas por ai, anestesiadas de tantas coisas. Infelizmente é essa a vida, é esse o mundo triste que vivemos, e que parece que nunca vai ter solução. Só Deus.
    Como foi a sua páscoa? Aqui foi legal, familia pequena, mas unida. Ahhh e comi muito bacalhau rsrsrs. Agora uma nova semana começa, e nós começamos com ela.
    Um super abraço minha amiga querida, amadaaaaaaaaaaa!!!!

    ResponderExcluir
  18. Que coisa triste.
    Se visse, ficaria chocada. Morei em BH em 1994, não cheguei a ver coisas assim.
    Mas minha querida, vou te dizer, é dessa pra pior. As pessoas só querem saber delas mesmas. É o mundo do "eu". Uma doença chamada egoísmo.
    Só querem saber de cerveja, carnaval e BBB.

    Fica com Deus!
    bjussssssss

    ResponderExcluir
  19. HOLA AMAPOLA, HERMOSO NOMBRE TE HAN DADO!
    Y HERMOSA TU POESIA,QUE HABLA DE LOS TIEMPOS PASADOS,1950, EPOCAS QUE NO VOLVERAN A REPETIRSE NUNCA,EN LA VIDA NUESTRA...
    REALMENTE NO COMPRENDO PORQUE NO TE PRESENTAS EN LA CONVOCATORIA, ES UNA PUERTA QUE SE ABRE,TAL VEZ UNICA...APROVECHALA YA QUE RODOLFO HA SIDO DESIGNADO ,POR ARGENTINA, EN LA ASOCIACION LATINOAMERICANA DE LETRAS...ES BUENA PERSONA....
    INTENTALO ESDE DENTRO, DALE...AUN HAY TIEMPO HASTA MAYO!
    UN SALUDO GRACIAS X PASAR POR MI BLOG
    LIDIA-LA ESCRIBA

    ResponderExcluir