quinta-feira, 5 de maio de 2011

SEM PROCURAR RESPOSTAS, APENAS RELATO OS FATOS.

SEM PROCURAR RESPOSTAS, APENAS RELATO OS FATOS


Há muitos anos, meu patrão me transferiu para uma madeireira que ele estava terminando de instalar. Era na mesma cidade que moro. O local ainda não tinha nenhum conforto. Era um galpão abarrotado de madeira, com o chão cheio de serragem, que deixávamos ali, como um tapete, até que tudo fosse ajeitado.

Era só eu de mulher, mais doze rapazes que faziam o serviço pesado. Eu preferia ficar numa mesa ao ar livre, porque as laterais eram escuras. Perto da mesa tinha um pilar, que foi feito de poste.

Como ainda não havia rondante, meu patrão levou pra lá, um cachorro muito grande, e dócil. Enquanto eu trabalhava, ele ficava deitado perto de mim, encostado no pilar.

Na hora de fechar a loja, ele parecia já saber que era o momento dele entrar em ação, e aí se levantava e ficava andando por todos os cantos como um segurança bem treinado.

Esse patrão tinha muitas esquisitices, mas adorava animais. Tinha a mania de ir colhendo todos que via abandonados pelos caminhos, colocava-os dentro do seu carro, e depois levava-os para a sua fazenda.

Esse rondante, também veio das ruas.

Num dia ele estava meio amuado, e não quis comer. Meu colega examinou-o e disse que ele estava com bicho de pé. Falou que depois de alguns dias, ele mesmo iria tirar os bichos com uma agulha.

Numa manhã, o trabalho era muito, e não demos a atenção que ele merecia. O coitadinho ficou dormindo ali mesmo, sem se mexer.

Eu escrevia rapidamente os lançamentos contábeis, para enviar no dia seguinte para o patrão, que quase não ia lá. Ele tinha outras empresas.

Sem tirar os olhos do papel, eu notei alguma coisa diferente à minha esquerda. Ao olhar, vi um vulto quase preto, no formato do cachorro que dormia. Só que na altura da minha mesa, como uma levitação. Olhei para o chão, e o cachorro estava no mesmo lugar.

Abismada, eu fiquei observando as duas imagens, uma acima da outra, numa altura de um metro mais ou menos.

Nunca ouvi nada parecido, em se tratando de animais. Por fim, conclui que o cachorro deveria estar morrendo. Reparei que ele parecia nem mais respirar.

Nesse momento, eu gritei os rapazes, e liguei imediatamente para o meu patrão. A pata do bichinho estava tão inchada, que parecia uma bola.

Eu disparei a chorar, e falei com o Gilberto, que ele parecia estar nas últimas. Ele ficou apavorado, e ligou para o veterinário. Poucos minutos depois, os dois chegaram lá.

O médico aplicou-lhe duas injeções, e disse que se tratava de uma infecção muito grave. Ali mesmo, ele tirou muitos bichos com o bisturi. O cachorro foi medicado durante uns dez dias, e depois voltou pra lá, ocupando novamente o seu cargo de guardião responsável e dócil.

A sensação que senti foi inigualável, e jamais esquecerei esse episódio.

04/05/2011

71 comentários:

  1. oi Querida,

    que impressionante,
    também nunca ouvi nada igual,
    mas tenho a impressão que
    foi a sua sensibilidade que a fez
    enxergar o vulto preto,
    e ainda bem que viu,
    pois assim ainda deu tempo de salvar
    o pobrezinho...

    beijinhos

    ResponderExcluir
  2. Olá amiga
    Incrível esse seu relato. Eu adoro animais, principalmente cachorros, se pudesse pegaria todos abandonados e cuidaria.
    Beijo e uma boa tarde

    ResponderExcluir
  3. Um fato que não se vê todos os dias.
    Creio que necessitando de socorro a essência espiritual do animal eleva-se e você em sintonia com ele, devido a bondade do seu coração, conseguiu visualizar e buscar ajuda.
    Um grande abraço.

    ResponderExcluir
  4. Irmã querida!

    Eu tenho absoluta certeza, que foi sua sensibilidade, seu dom, seu amor que salvou esse animal.
    Você foi a pessoa a quem ele pediu ajuda, e não fosse seu dom, essa sensibilidade maravilhosaaaaaa que eu conheço, o bixinho não estaria mais vivo.
    Linda história Amapola (como todas as que você conta e me emociona).

    Eu amoooo cachorros, tenho uma aqui que é meu xodó, essa é de fora de casa, uma pastora belga linda e carinhosa (dandara), mas to doida pra comprar um pequenininho tbm, ou adotar um.
    Não posso ver um animal abandonado nas ruas que me corta o coração, e minha vontade era trazer todos pra dentro de casa.
    Clarice Lispector dizia: Me dou melhor com bichos do que com gente.
    Eles são maravilhosossssssss!

    Um abraço do tamanho do seu coração, minha amiga, irmã, anjo da guarda!

    ResponderExcluir
  5. Querida Amapola, meu coração acelerou e quase chorei, aqui dentro nesse instante penso no quão admirável era essa atitude do seu ex patrão.
    Animais possuem uma sensibilidade muito grand edo espiritual e uma ligação muito forte com nós humanos. Mas nem todos são dignos de presenciar.
    Lindo o seu relato.
    Bjus,
    K.

    ResponderExcluir
  6. Minha querida

    Uma história muito linda...porque terminou bem, mas realmente que é sensível consegue vislumbrar coisas que nem todos conseguem.

    Deixo um beijinho com carinho
    Sonhadora

    ResponderExcluir
  7. Ter o dom da sensibilidade é ouvir a voz de Deus.
    ouvir, sentir, ver, tudo o que é inexplicável aos olhos e verdadeiro, tem o toque dEle, assim como esse pedido de socorro do cãozinho.

    Sempre achei que quem gosta de bicho, vive num cantinho especial no colo do Pai!

    Um beijo, Amapola, querida!

    ResponderExcluir
  8. Que história incrível !
    Ainda bem que você sentiu isso, e salvou a vida dele *-*

    ResponderExcluir
  9. boa tarde Maria!
    o amor pelos animais transforma a vida das pessoas para melhor sempre.
    Acredito que pela ligação com ele houve uma abertura de sua percepção intuitiva.Bela e emocionante estória.
    abraços

    ResponderExcluir
  10. Olá Maria.. incrível seu relato.. acredito que somente quem possua uma grande sensibilidade é que poderá entender um pedido de ajuda.. esses animaizinhos são mesmo muito especiais e apenas se aproximam de quem realmente consiga os entender.

    Beijo grande em seu coração..
    Verinha

    ResponderExcluir
  11. Querida amiga, talvez ele tenha te mandando um aviso "não estou bem, olhe para mim"., cachorros são seres muito iluminados e preocupados com as pessoas que os amam. Linda essa história. Beijocas

    ResponderExcluir
  12. Foi a amizade sincera que sentias por ele que acordou sua sensibilidade, fazendo com que o atendesse a tempo. As pessoas sensíveis e boas têm esse dom, dado por Deus.

    ResponderExcluir
  13. Puxa, Amapola...

    Isso é incrível, digo, extraordinário, pois acredito mesmo...

    Lindo e impressionante relato!beijos,tudo de bom,chica

    ResponderExcluir
  14. Amém Vc estar lá e ter tido a sensibilidade de sentir que esse amigão estava precisando de sua ajuda...


    Animais são anjos disfarçados e Vc fez um bem danado a esse anjo.


    Que essa luz sempre faça parte de Vc,


    Um beijo!

    ResponderExcluir
  15. Ainda bem que ele ficou bem!
    Um grande bj querida amiga

    ResponderExcluir
  16. QUERIDOS AMIGOS:

    RETIFICO O TÍTULO DESSE EPISÓDIO, PORQUE ESSE QUE CONSTA, ESTÁ COM AR PREPOTENTE.
    ------------------------------------

    TÍTULO VÁLIDO:

    "SEM SABER AS RESPOSTAS, APENAS RELATO OS FATOS".

    ResponderExcluir
  17. Imagino amiga!! Nossos bichinhos têm almas, até as plantas têm. Todo ser vivo.
    Ainda bem que vcs salvaram-o.
    Beijos!!
    Carla

    ResponderExcluir
  18. Um emocionante relato amiga.Coisas que a gente ouve fica a imaginar o poder da mente.Final feliz para o cão,graças a sua sensibilidade e ação.Meu abraço de toda paz e luz.

    ResponderExcluir
  19. Boa noite, minha tia de 93 anos morou numa Usina em Araraquara e me contava muitas historias estranhas, uma delas falava de sombras que vinham avisar a ela, ou outros de la, quando alguem precisava de ajuda, e sempre tinha relmente alguem precisando, minha tia disse que nunca teve medo e sempre ficava feliz quando alguem era ajudado, porque com o pobre do animalzinho seria diferente? Bjin e maravilhoso seu relato

    ResponderExcluir
  20. Há momentos indescritíveis de emoção e felicidade que as pessoas podem relatar na convivência com seus animais de estimação, e mesmo nesse caso nao sendo seu, mas era como se fosse.
    A sua espiritualidade está além, minha amiga!
    Beijos!

    ResponderExcluir
  21. Lindo como todos os contos q aqui tens amiga!
    Só nós mesmos a conviver com nossos bichos sabemos explicar isso. adorei eu amo os gatos e são mesmo dois filhos para mim!
    Beijos!

    ResponderExcluir
  22. Eu tenho dois gatos hehe ! E o meu Eros é muito apegado comigo sabe qdo não estou bem e nunca me deixa só. Por isso eu entendo bem o que isso significa.
    Beijos

    ResponderExcluir
  23. Super interessante e emocionante seu relato,,,temos que ter essas percepções pela vida,,nos faz bem,,,e foi bom ver o bichinho voltar ao normal...grande beijo de bom final de semana.

    ResponderExcluir
  24. Olá, minha querida!

    Que os bichinhos têm alma a mim não resta dúvidas. Eles encerram em si mesmo a perfeição que nos falta. Não há como não nos emocionarmos diante de um texto desses.

    Beijos!

    ResponderExcluir
  25. Um conflito multissensorial, Amapola, segundo a ciência, pode fazer uma pessoa deslocar "para fora do corpo". No entanto, com animais, não conhecia este fenômeno. Muito intrigante. Beijos

    ResponderExcluir
  26. Seu blog é muito bom por isso vim até o seu espaço e gostei muito do que li por aqui. Tenho um blog Tb gosto d++ de poemas. E estou te seguindo se VC puder da uma passada La no meu blog. VAI SER UM PRAZER SE PUDER ME SEGUIR...Bejs . Déia.........
    Esse é o link do meu blog
    http://wwwdeiablog.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  27. Sabe que as pessoas de alma boa e sensiveis como você tem um preço a pagar? : também enxergam coisas "estranhas" por ter sensibilidade demais e se tornarem instrumentos de DEus ,naquela hora você foi um anjo.Ele um cachorrinho ,mas um amigo. Infelizes o que não sentem amor por animais.
    lindo seu relato.
    Amapola que seu domingo seja de muita paz beijo grande

    ResponderExcluir
  28. Querida Amapola, voce fez-me lembrar um senhor amigo nosso que tem esse mesmo hábito do seu ex-patrão.
    O quintal de sua casa é grande. Sua aposentadoria gorda, divide com os bichinhos recolhidos na rua.
    Um abraço afetuoso, beijos.

    ResponderExcluir
  29. Boa tarde!

    Nossa! espantoso seu relato... existem tantos mistérios, né... Que um dia possamos conhecer a todos(espero isso)

    e obrigada pelo comentário. sempre tão gentil.

    Bom fim de semana. bjos

    ResponderExcluir
  30. Nossa!
    Muita intensidade no seu relato, Amapola.
    Tens muita sensibilidade, sensibilidade na alma.


    Animais são seres muito especiais, os cachorros então, nem se fala.

    Beeijos*

    ResponderExcluir
  31. ¿Hola? Una entrada preciosa, un relato emocionante, al final quedó vivito y coleando. Una gran imaginación la tuya.
    Besitos desde España- Galicia.

    ResponderExcluir
  32. Oi, Maria
    Interessante mesmo a historia narrada. Me tocou bastante. Beijos, minha flor e um lindo fim de semana!

    ResponderExcluir
  33. Maria, muito interessante, tenho muito interesse no q diz respeito a alma dos animais. Li alguns livros espíritas, mas não havia encontrado relatos como o seu. Q bom q vocês conseguiram salvar o cão! Esse fato tb se deve a sua sensibilidade. Muita paz!

    ResponderExcluir
  34. Boa tarde, querida amiga Marina Fligueira.

    Em primeiro lugar, muito obrigada pela honra da sua visita.

    OBS: Não é imaginação não... Eu apenas relato fatos reais sem nenhuma alteração, porque o meu objetivo é narrar episódios que foram relevantes no meu cotidiano.

    Um grande abraço.
    Tenha um lindo fim de semana, com a graça de Deus.

    ResponderExcluir
  35. Lindo! Se ainda não experimentou sentar ao lado de um cão e observar a natureza não deixe de fazê-lo. É uma delícia,o cão é um companheiro e tanto e não perturba nossos pensamentos. Adoro todos os animais!Mais, muitas vezes, do que aos racionais.:)

    Um beijo

    Deixo também um abraço pelo Dia das Mães. Carpe Diem, toda mãe merece! :)

    ResponderExcluir
  36. Olá, Amapola,
    É impressionante o fato que você relatou.
    Acredito que existe explicação clara a respeito.
    Você, com certeza, tem uma sensibilidade especial e rara.
    Que bom que graças a este dom o cão pode ser socorrido e salvo.
    Abraço.

    ResponderExcluir
  37. Amapola, acredito quem quem lê tem maturidade suficiente para entender que escritos são escritos, puro lirismo, o que para mim equivale à LITERATURA BRASILEIRA, rsr.
    De qualquer maneira, obrigado.

    ResponderExcluir
  38. Concordo com minha irmã, Vera. O cão só foi salvo pela sua sensibilidade. Outras respostas? Ninguém vai ter uma real e satisfatória.

    Bjs.

    ResponderExcluir
  39. Olá querida amiga!

    Sei exatamente o que você sentiu e viu,
    Passei isso com o meu cachorro.
    15 dias antes dele adoecer sonhei com ele muito ruim,quase que desfalecido;me preocupei mais afinal era um sonho(pensa eu).passar 15 dias ao acordar notei que meu cachorro estava muito mal,corri para a veterinária,fizemos exames e constatou que era cinomose .não teve um veterinário que não manda-se eu sacrifica.
    Falei que se ele tivesse que morre seria em minhas mãos, vim pra casa com ele muito ruim,fiz da minha varanda uma UTI,coloquei soro, e dava 5 injeções por dia isso quase 2 meses.
    Hoje ele está com 2 anos sem seqüelas e ai de quem chegar perto de mim.
    Por isso sei exatamente o que você sentiu e viu.
    Um abraço Amapola!

    PS: desculpas pelo tamanho do comentário.

    ResponderExcluir
  40. Amapola, acharam a menina no Rio de Janeiro... estava dando um susto nos pais que estão pensando em se separar. Pode? fiquei apreensiva o dia todo por causa disso.

    Mas graças a Deus a palhacinha está bem.

    Que Deus cuide dessa família.

    bjoss

    ResponderExcluir
  41. Animais nossos irmãos menores.
    Costumo dizer que Deus construiu o mundo em 7 dias e, que no 8º dia ele foi brincar com os animais.
    Cachorro é tudo de bom, tenho 10 cachorros e 5 gatos, agora escrevendo, estão ao meu redor.
    Aprendo com eles e não eles comigo!
    Vc prestou atenção aos sinais e salvou esta criatura. Dádiva divina.
    Grata por compartilhar conosco esse relato.

    Beijos

    ResponderExcluir
  42. Irmã queridaaaaaaaaa,

    Vim deixar meu abraço!!!

    ResponderExcluir
  43. Oi amiga, lindo seu relato.
    Vim deixar um abraço e beijo desejando um feliz dia das mães para vc!

    *Simone*

    ResponderExcluir
  44. Oi Amapola,do nome lindo,estou aqui de novo e como sempre,encantada com a sua sensibilidade.Nós,minha irmã e eu,temos em casa uma cachorrinha que,há dois meses atrás quase morreu...foi terrível pq ela sofreu mto...mas, agora ela está bem e nós até criamos um blog prá comemorar.O nome do blog é Love da minha vida...passa lá prá visitá-.la,tá?Bjsssss,Leninha

    ResponderExcluir
  45. Boa noite, querida amiga poeta.

    "Eu não sou intelectual, desculpe-me.
    Como no meu blog eu só relato fatos reais, eu apenas narro com a máxima fidelidade, os episódios que foram e são relevantes no meu cotidiano."

    -O que faz muito bem, querida amiga, por isso é um prazer ler-te.

    "Não me considero escritora, porque tudo que relato, foi a vida que escreveu; às vezes com caneta colorida, às vezes à ferro e fogo."

    -Mas pode se considerar um escritora, pois teus textos são primorosos, na minha modesta opinião.

    "Concordo que por isso, tenho a tendência de achar que o escritor está falando as suas verdades."

    -Sim e não, o importanter é o conteúdo, a mensagem, e o amor com que você narra. Isto vejo e sinto aqui.

    "Sempre gostei muito de ler, mas se a sua literatura não está ao alcançe da minha compreensão, despeço-me do seu blog, agradecendo a atenção e carinho que sempre recebi de você."

    -A sua opinião sempre foi respeitosa, e eu sou grato por elas. De alguma forma crescemos e evoluímos. E sempre acreditei na tua maturidade, nobreza de espírito e amor. Dentro do estágio da LITERATURA NACIONAL, na minha modesta opinião, você prima pela excelência e esmero na escrita. Por isso te aplaudo.
    Um abraço do teu leitor.

    ResponderExcluir
  46. "Há mais coisas entre o céu e a terra, Horácio, do que sonha a nossa vã filosofia". Ato I - Cena V

    Um ótimo fim de semana e dia das mães!

    ResponderExcluir
  47. Imagine, eu te admiro, pelo bom senso que tem nos comentários que deixa pra mim, e nos que eu vejo deixando para outros.

    Estou vendo o link com as fotos do seu filho, ele é fotógrafo? Muito lindas! Eu amo fotografia (vivo com a câmera na mao rs). Acho lindas as "sempre vivas"! E que riqueza a foto da floresta amazônica!

    Um beijo de ótimo sábado!

    ResponderExcluir
  48. °º♥ ·.Amiga!


    ♥ Muito emocionante seu relato...
    E depois deizem que animais não tem alma!...
    Bom fim de semana!
    Feliz Dia das Mães!!!

    Beijinhos.
    Minas

    °º♫
    °º✿
    º° ✿♥ ♫° ·.

    ResponderExcluir
  49. Lindo relato, minha amiga!! Um dia com muita luz para você... LÜ

    ResponderExcluir
  50. Olá Amapola !!
    Que lindo o que você narrou acima ...
    Adorei !!
    No meu blog escrevi um texto parecido... Um ocorrido impressionante, que me maercou. Se der olha lá: http://asasdasletras.blogspot.com/search/label/Um%20dia%20triste

    Já te sigo !!
    Bjocas,
    SIL

    ResponderExcluir
  51. Bom dia, querida Amapola!!

    Nossa!!Fiquei toda arrepiada!! Impressionante!!
    E foi está visão que chamou sua atenção e salvou o cachorro!!Que bom!!
    Deve ter sido uma sensação unica,não é?
    Beijos minha querida!
    Deixo meus votos de um FELIZ DIA DAS MÃES!!
    Que seja iluminado e muito feliz!!
    Beijos com carinho pra ti!!
    **Quando puderes visita meu blog novo? Obrigada.
    floresnojardimdavida.blogspot.com

    ResponderExcluir
  52. Um excelente sabado pra ti minha querida amiga,,,beijos e beijos.

    ResponderExcluir
  53. Amiga linda história, ainda bem que o cãozinho ficou bem.
    Tenha um excelente fim-de-semana pleno de alegria e paz.
    “Só existem dois dias no ano que nada pode ser feito. Um se chama ontem e o outro se chama amanhã, portanto hoje é o dia certo para amar, acreditar, fazer e principalmente viver.”( Dalai Lama)
    Beijinhos
    Maria

    ResponderExcluir
  54. Querida amiga , paz para todos, isto que vc narrou encontramos respostas na literatura espírita , gostei muito da tua postagem, e do jeito como foi narrada. Estou te mandando um abraço e parabéns pelo dia das mães, lindíssima Amapola, Celina

    ResponderExcluir
  55. Que história, hein!
    Felizmente tens uma sensibilidade tão grande quanto a amizade que os cães nos presenteiam.
    Bjo, querida.

    ResponderExcluir
  56. Adorei seu blog!
    Estarei sempre por aqui e obrigada pelo seu comentário,
    Bj,

    ResponderExcluir
  57. Um feliz dia das mães pra voce minha querida amiga,,,muito amor,,,paz e carinho e muitas bençãos de Deus em sua vida,,,beijos e beijos de boa semana..

    ResponderExcluir
  58. Maria querida, que relato impressionante, fiquei toda arrepiada!!!!
    Com certeza esse foi um grande companheiro seu naquelas horas longas de trabalho, ele deve ter te trazido bons momentos de paz!!
    Super obrigada pelo super lindo e carinhoso comentario!!!
    Beijocas!!

    ResponderExcluir
  59. ...traigo
    sangre
    de
    la
    tarde
    herida
    en
    la
    mano
    y
    una
    vela
    de
    mi
    corazón
    para
    invitarte
    y
    darte
    este
    alma
    que
    viene
    para
    compartir
    contigo
    tu
    bello
    blog
    con
    un
    ramillete
    de
    oro
    y
    claveles
    dentro...


    desde mis
    HORAS ROTAS
    Y AULA DE PAZ


    COMPARTIENDO ILUSION
    AMAPOLA

    CON saludos de la luna al
    reflejarse en el mar de la
    poesía...




    ESPERO SEAN DE VUESTRO AGRADO EL POST POETIZADO DE MEMORIAS DE AFRICA , CHAPLIN MONOCULO NOMBRE DE LA ROSA, ALBATROS GLADIATOR, ACEBO CUMBRES BORRASCOSAS, ENEMIGO A LAS PUERTAS, CACHORRO, FANTASMA DE LA OPERA, BLADE RUUNER ,CHOCOLATE Y CREPUSCULO 1 Y2.

    José
    Ramón...

    ResponderExcluir
  60. Nossa, ainda bem que você é muito sensível e notou, se não o coitadinho poderia morrer em alguns minutos, graças a Deus você percebeu na hora!!Muito bom seu relato, adoro eles, eu tbm adoro animais,e gostei muito da sua atitude!!

    beijos querida!!

    ResponderExcluir
  61. Que linda você Amapola!
    Foi um dos mais lindos comentários que recebi como consolo pra alma no dia de hoje, muito obrigada!
    Fique com Deus e espero que seu dia tenha sido muito bonito!

    ResponderExcluir
  62. Irmã amadaaaaaaaaaaa!

    Estive fora o dia todoooo, mas não poderia deixar de passar aqui e te deixar um abração pelo dia das mães, porque eu sei a mãe que você é.
    Deus te ilumine sempre amada!
    E agora você tem uma irmã: EU!

    E vou estar contigo por todos os dias da minha vida!

    Um abraço minha amiga que amoooooooo!

    ResponderExcluir
  63. Oi, Amapola.
    Impressionante a história. Ainda bem que você é sensitiva e o cachorrinho se salvou.
    Obrigada por sua visita e comentário lá no Passeando.
    Um abraço ;)

    ResponderExcluir
  64. Eu sei, eu tinha de ter vindo cedo, mas... espero que seu dia tenha sido muito feliz.

    Feliz dia das mães, Amapola.

    ResponderExcluir
  65. Vamos fazer de cada espinho
    A esperança de encontrar uma rosa
    E de cada dor
    A possibilidade de um sorriso.

    (Clarice Lispector)

    Feliz Semana e o meu carinho...M@ria

    ResponderExcluir
  66. impressionante, mas só essa visão fez salvar o seu amigo cachorro.
    Nunca tinha ouvido algo semelhante.
    beijo

    ResponderExcluir
  67. Oi, Amapola... triste, muito triste o bichinho com este problema, porém fiquei contente de ver que o final foi feliz! Você viu a tempo algo estranho...

    grande beijo
    Tais Luso

    ResponderExcluir
  68. Passando prá deixar um abraço.

    ResponderExcluir
  69. Você viu o perispírito do animal que se encontrava escuro por conta do cão estar doente.As energias estavam pesadas.Se puder e quiser,leia os livros de Marcel Benedeti,veterinário(já desencarnadao) onde ele relata vários episódios similares.abçs e paz!

    ResponderExcluir