quinta-feira, 10 de março de 2011

CONSERTO E CONCERTO NO PORÃO

CONSERTO E CONCERTO NO PORÃO


O SENHOR JOSÉ CATARINO
ERA UM VELHO SAPATEIRO
QUE NO PORÃO DA VIZINHA
TRABALHAVA O DIA INTEIRO

NA RUA DO CATETE
HÁ POUCO HAVÍAMOS CHEGADO
MAS PAPAI QUE O CONHECIA
SOBRE ELE JÁ HAVIA FALADO

DISSE QUE A SUA MULHER
O HAVIA ABANDONADO
E DESDE ESSE TEMPO ENTÃO
ELE TINHA SE TORNADO
UM HOMEM AMARGURADO

NÃO TENDO ONDE MORAR
ALI MESMO SE ALOJAVA
E SUA COMIDA SIMPLES
NO FOGAREIRO ELE COZINHAVA

NO MEIO DE TEIAS DE ARANHA
POEIRA PRA TODO LADO
ELE PISAVA NAQUELE CHÃO
DE TERRA SOLTA E AVERMELHADA

NUM DIA MEU IRMÃO MAIS VELHO
ANTES DE IR TRABALHAR
PEDIU PARA ALI EU LEVAR
SEU CHINELO PRA CONSERTAR

À CINCO PASSOS AO LADO
NUMA PORTA QUE DAVA PRA RUA
EU ME FIZ APRESENTAR

COM MUITA SIMPATIA
ELE OLHOU PARA MIM
E TAMBÉM DISSE BOM DIA

NO MEIO DAQUELA BAGUNÇA
SE PÔS A PROCURAR
UM PEQUENO TAMBURETE
PARA ALI EU ME SENTAR

ELE USAVA SUSPENSÓRIOS
E ERA MUITO GORDINHO
QUANDO VIROU DE COSTAS
PARECEU-ME UM MENININHO

CONVERSOU MUITO COMIGO
COM MUITA EDUCAÇÃO
SOBRE DIVERSOS ASSUNTOS
INCLUSIVE DA PROFISSÃO

VI UM OBJETO ESQUISITO
ENCOSTADO NUM CANTINHO
LHE PERGUNTEI: O QUE É?
RESPONDEU-ME: É UM VIOLINO

CONTENTE FOI BUSCA-LO
COM UMA ESTOPA NA MÃO
VOLTOU LHE TIRANDO A POEIRA
SE APOIANDO NO BALCÃO

AÍ ELE ME PERGUNTOU
SE POR ACASO EU QUERIA
QUE ELE TOCASSE PRA MIM
ALGUMA MELODIA

ALEGRE EU DISSE QUE SIM
MEUS CABELOS AJEITEI
NA PAREDE PERTO DA PORTA
MINHAS COSTAS ENCOSTEI

ERGUENDO OS SEUS OMBROS
AJEITOU O VIOLINO
FAZENDO FIRMEZA COM O QUEIXO
ELE ESTAVA SORRINDO

EM PÉ SE POSICIONOU
E LINDA MÚSICA ELE TOCOU
COMO SE ALI ESTIVESSE
A SUA ANTIGA PLATÉIA
QUE O TEMPO LHE TIROU

SEUS OLHOS SE ENCHERAM D´ÁGUA
A MÃO NO ROSTO ELE PASSOU
DISFARÇANDO AQUELA LÁGRIMA
ANTES DE CAIR ELE A SECOU

TENTOU SORRIR PARA MIM
E AQUELE VIOLINO DE VOLTA
NO SEU CANTO ELE GUARDOU

16/01/2006

55 comentários:

  1. Boa tarde !!!

    Que lindo !! O ser humano é uma caixa de surpresa !!

    Um dia de LUZ !! Beijos !!

    ResponderExcluir
  2. Amapola, querida,

    Em seus versos você conta histórias... E ao ler, eu visualizei o violino, o sapateiro e a menina! Obrigada pelo encanto que produziu em meu coração.

    Beijos, carinho
    Madalena

    ResponderExcluir
  3. Melodiosos versos! Pude ouvir o violino
    Um grande bj querida amiga

    ResponderExcluir
  4. Amore,

    Suas historias em forma de poema me enche de lágrima nos olhos, me lembro da minha infância junto com a sua.

    Não canso de lhe dizer parabéns.

    Um beijo enorme, Flor.

    ResponderExcluir
  5. Que linda história1
    Quantos de nós temos nossos sonhos e desejos guardados/
    Obrigada pela gentileza. Bjs Edna.

    ResponderExcluir
  6. Sabe que adoro te ler? Linda história aqui em versos!beijos,chica

    ResponderExcluir
  7. Minha Querida Amiga, Doce Amiga...sempre Amiga!
    Antes de mais nada, agradeço cada palavra no meu blog. Sei que quando venho aqui e quando vc vai lá, são mais que palavras que teclamos. Mais que frases que deixamos uma para a outra. Existe mais que adimiração, carinho, respeito. Há um afeto, como se fôssemos amigas de muitos e muitos e muitos anos. Vidas... Quem poderá dizer o contrário?

    Deus é amor. Certo? Deus está em todos os lugares e em todos que por Ele procurarem. Sei que é nesse Deus, que a amo profundamente, desde quando comecei a lê-la e sei que é nesse amor misterioso e lindo que vamos lendo nas entrelinhas e escrevendo mais que essas simples palavras!

    Vi o sapateiro gordinho (!!!), vi o lugar simples e rústico, vi a garotinha chegando com o chinelo na mão, a vi ajeitando-se no canto para escutar o som que sairia daquele instrumento tão lembrado e esquecido no canto. Ouvi a música. Notei o choro. Percebi que a garotinha não sabia bem o que fazer e que aceitou a lágrima com um sorriso terno nos lábios.

    Amapola, minha Querida Amiga, estar aqui é sempre VIVER.

    Com meu amor.
    Sempre sua amiga !

    ResponderExcluir
  8. Seus poemas em si já são uma música para os olhos e ouvidos. Esse é uma harmonia deliciosa. Meu abraço, Amapola. Paz e bem.

    ResponderExcluir
  9. Mais uma das suas encantadoras estórias. Sua vida é rica de lembranças e emoções.
    Bjux

    ResponderExcluir
  10. Olá..
    Trago um convite, leia minha postagem e se houver interesse participe e convide teus amigos.
    Digamos assim, Um concurso poético-interativo de nenhuma premiação nem obrigação e muito menos competitivo!.. rss

    Deusssskiajude
    Tatto

    ResponderExcluir
  11. Faz parte da nossa historia guardar sonhos e desejos,,,lindissimo...grande beijo de bom final de semana pra ti querida.

    ResponderExcluir
  12. Minha Querida, que o Manto Sagrado nos cubra e nos proteja.
    Sentir esse carinho, esse afeto é tão bom quanto o abraço que se dá em uma amiga; o abraço de colo e que diz: estou aqui!

    receba o meu abraço, Maria ! ( seu nome é lindo!....rs) Nome da minha mãe.

    ResponderExcluir
  13. Amapola,venho deixar um abraço, e também apreciar teus versos que são verdadeiras jóias. Assim feito literatura de Cordel, elas tornam-se sublimes.
    Bjs.

    ResponderExcluir
  14. Amapola, tens aqui mais um fã, e sinto que vou fazer uma grande e inesquecível viajem nos teus blogs, encantadora a história contada, e a forma é linda, a vida é poesia, e conseguir relatar uma história assim...demais.
    ps. Um imenso abraço.
    ps. é muito bom encontrar amigos queridos nos blogs que visito, falo do Wanderley, adoro esse cara.

    ResponderExcluir
  15. Amapola! Linda tua história poética! Gostei!
    Obrigada pelo carinho deixado em meu blog!
    Também estou te seguindo!
    Um beijo azul! RO

    ResponderExcluir
  16. Amada, eu me lembro o quanto chorei quando li isso, e o quanto chorei ao ler novamente.
    Amada, é divina as lições de VIDA que você passa, de coisas vividas.
    Eu tenho certeza, que muitas maravilhas vc ainda terá pra contar.

    Seu blog, é onde eu repouso a minha alma.


    Te amooooo demais minha irmã.

    Por tudo que você me representa!

    ResponderExcluir
  17. Tão linda quanto a história, é a maneira como a coloca em versos Amapola! Parabéns!
    Essa tua poesia é tão cheia de imagens,sons, e emoção... que faz meu coração sorrir de satisfação! E como o som do violino, tem um gostinho de lembrança aconchegante!
    Grata minha amiga...Grata!

    beijinhos com carinho da Eliana

    ResponderExcluir
  18. Querida sua história é muito linda e toda rimada. Vc trabalhou muito bem as rimas e me encantou a beleza da história e a leveza das pessoas nela.
    Lindo! Parabéns!!
    Carla Fernanda

    ResponderExcluir
  19. Ganhou uma nova amiga e seguidora que também é das Minas Gerais. Estarei aqui Maria!
    Carla Fernanda

    ResponderExcluir
  20. Mais uma vez seus versos contam uma história de superação. Sem saber ali naquele momento em que era platéia, você devolveu aquele homem a dignidade, o respeito e as boas lembranças que tinha guardadas dentro de si. Linda postagem. Adorei.

    ResponderExcluir
  21. Um sabado repleto de carinho e muita poesia pra voce minha querida amiga...grande beijo.

    ResponderExcluir
  22. gosto muito de seus textos. são emocionantes, cativantes e altamente descritivos. é como se a gente visse toda a cena pessoalmente. não há como não se emocionar!! maravilha.
    convido a visitar meu blog também:http://www.naoestaemmimmeretirar.blogspot.com/

    abraços fortes.

    ResponderExcluir
  23. Uma história cheia de ternura e música plangente (quase deu para ouvir o violino)
    Beijo

    ResponderExcluir
  24. Olá amiga Amapola!
    Mais um lindo poema, de uma poetisa com um coração nobre, e uma ouvinte atente à música de um homem solitário, que se emocinou por ter uma linda menina escutando a sua música, essas pessoas, precisam que alguém os escuto ou de uma palavra amiga.

    beijinho,
    José.

    ResponderExcluir
  25. Um belissimo domingo pra ti minha querida amiga, e uma semana cheia de paz, amor e poesia...beijos e beijos.

    ResponderExcluir
  26. Oi Amapola,
    Lindissimo poema!
    Achei a história que ele nos traz encantadora, o encontro de duas almas sensíveis!
    Parabéns!
    Bjs

    ResponderExcluir
  27. Gosto das suas prosas poéticas...Você é de uma sensibilidade fora do comum. O bom de tudo isto , é que vou conhecendo a cada verso, a cada estrofe, a sua história de vida e de quebra, o lugar que viveu...Adoro recordar o passado tanto meu como mergulhar através das histórias, as dos amigos.Parabéns Maria, pelas suas memorórias lindas!. Beijos Dora Duarte

    ResponderExcluir
  28. Amapola meu marido disse que seu nome é uma música. Daí eu falei: acho que ela deve saber Marcelo. Não é lindo?
    Bom domingão!!
    Carla Fernanda

    ResponderExcluir
  29. Querida amiga Carla.
    O seu marido tem razão. É uma música italiana.

    Meu pai me deu esse apelido num momento muito especial:

    Eu era muito pequena, e estava triste num canto da sala, quando ele agachou-se diante de mim, colocou a sua mão sobre a minha cabeça, e falou desse jeito:
    __Eu te batizo com o nome de Amapola!

    Em seguida, cantarolou: __Amapola... Lindíssima Amapola...

    Eu sabia que não era linda, e sabia que ele queria me ver alegre. Minha alma encheu-se de felicidade, porque aquela foi a declaração de amor mais bonita que já ouvi e senti.

    O tempo foi passando, e inúmeras vezes ele cantou essa música pra mim.

    O apelido não pegou para o resto da família, mas ele me chamou assim, até nos seus últimos dias de vida.
    ----------------------
    (Muito obrigada pelo carinho. Tenham um lindo domingo, cheio de amor e paz.)

    ResponderExcluir
  30. Tem um presente pra você no meu blog:

    http://meninasegredos.blogspot.com/2011/03/meu-selo-agradecimento.html

    Se gostar e aceitar, comente!

    Bjaum.*.*.

    ResponderExcluir
  31. Oi querida, desculpa minha completa ausência nos últimos tempos.
    Mas enfim...Estou estarrecida com tamanha beleza deste teu post.
    Incrivelmente sensível.
    Amei.


    Beijão

    ResponderExcluir
  32. Olá amiga, que belíssima poesia, fiquei estasiada pela singeleza e tem tudo a ver com minhas origens que são parecidas com a sua.
    Beijo grande obrigada pela visita, vou está sempre no seu blog ele é simplesmente fantático.
    Beijo grande
    Maria do Carmo

    ResponderExcluir
  33. Oi Amapola!
    Fique à vontade para voltar mais vezes...
    Obrigada!
    Beijos e uma boa semana pra vc!

    ResponderExcluir
  34. Muito querida Amapola

    Ah, menina!
    Se eu tivesse que traduzir saudade, seria:Vc.
    Devido ao embaçamento temporário da minha visão, tenho restringido visitas aos que me visitam, pois resulta mais fácdil para mim.
    Entretanto, no primeiro aniversário do meu blog,não poderia deixar de compartilhar esta festa com vc, agradeçendo, seu precioso incentivo, sua ternura e seu carinho.
    Vc mora no meu coração.
    Beijos,
    Fátima Guerra.

    ResponderExcluir
  35. Amada, passei pra dizer o que vc sabe de cor, mas que eu não vou me cansar nuncaaaaaaaa de dizer:

    AMOOOOOOOOOO VOCÊ!

    ResponderExcluir
  36. Amapola estou aqui lendo este lindo poema. É muito bom levantar pela manhã e ler algo tão bonito e poético.
    Uma linda semana para você!

    ResponderExcluir
  37. ficou show sua participação na confraternização poética do xipanzeca,tive o grande prazer em participar também.
    Boas energias,paz,saúde,e muito amor nesse dia do poeta!
    bjs.
    Mari

    ResponderExcluir
  38. Mineira querida, saudades de ti....

    Beijão do seu amigo Z. Carlos

    ResponderExcluir
  39. Minha adorável e amada amiga, que lindo cordel! Visualizei todas as cenas através da magia dos seus versos! Deus te abençoe linda menina!!!

    Em comemoração ao dia da poesia, deixo pra você essas palavrinhas... Bjsss

    Amiga,
    Lhe ofereço poesia
    Pois de ti também recebo...
    E nem é preciso embrulhar pra presente...
    Porque é de alma que a doamos...
    E é de alma que a recebemos...

    Poesia não se faz... Nasce...
    Brota das entranhas de invisíveis seres
    Que habitam a alma de um poeta...

    Ela está dentro e fora de nós...
    Está na terra, no ar, no céu e no mar...
    Na magia dos deuses... Nos sonhos que bailam
    Ao som de harpas em salões celestiais...

    Ela penetra surda no reino das palavras
    E assim vai colorindo o mundo
    Com as cores da Paz, do Amor, e da Alegria...
    Deixando sempre nas entrelinhas
    Partículas d'alma do poeta que a pintou...

    Então, viva a POESIA!!!
    Aplausos a você POETA!
    Porque sem o poeta, a poesia hibernaria...

    Com meu carinho...
    Flor da Vida(Suelzy Quinta)

    Março é o mês da poesia,
    14- dia nacional, 21- dia mundial

    ResponderExcluir
  40. Olá Maria
    Meu nome também é Maria :), embora desde pequena toda a gente sempre me trata por Mariazita.
    Venho agradecer sua visita e conhecer seu espaço.
    Tenho que dizer a verdade: gostei mesmo muito daqui.
    Este último post é uma história deliciosa!

    Vou voltar sempre que tiver oportunidade (tempo), e fazer-me já sua seguidora.

    Uma boa semana. Beijinhos

    ResponderExcluir
  41. Oi querida amiga, que bonito poema. Parabéns!!
    Um grande beijo no seu coração.
    *Simone*

    ResponderExcluir
  42. Prazer é o meu Amapola.
    Obrigada pela visita.
    Que criativa!
    bjosss

    ResponderExcluir
  43. Oi, Amapola!

    Muito obrigado pela sua visita e comentário lá no meu humilde bloguezinho. E não falou nenhuma bobagem, não, seu raciocínio está perfeito!

    Quanto ao "conserto e concerto no porão"...que belas imagens, que bela história! Ah, o sr. José Catarino me lembra tanto um ex-vizinho solitário que vivia pintando belos quadros no quintal de sua casa. No caso deste vizinho, ele gostava da solidão.

    E o Catarino, quantas (boas e más)lembranças o violino traz?

    Belos versos!

    Um abraço!

    ResponderExcluir
  44. Oi Maria!!
    Vim agradecer a visita e te conhecer um pouquinho.
    Ja vi que voce tem varios blogs, vou dar uma fuçada por ai...rs.
    Bjs.

    ResponderExcluir
  45. Muito linda sua maneira de se expressar. Conta histórias com rima. Muito bom de ler. Parabéns pela participação lá no Xispan Zeca. Arrasou! Montão de bjs e abraços

    ResponderExcluir
  46. Amapola,
    Bela história contada em forma de poesia.Sonhar é um dos modos que nos fazem sentir vivos,mas precisamos muito mais lutar pelos nossos sonhos.
    Abraços,
    Bergilde

    ResponderExcluir
  47. Um dia repleto de paz e carinho pra ti amiga...beijos e beijos.

    ResponderExcluir
  48. Olá!!

    Passando para desejar uma ótima tarde e reconhecer mais um pouquinho de vc!!

    Nos encontramos no Alma

    vinicius

    ResponderExcluir
  49. O mundo vai se acabar não pelas guerras... mas pelas falências dos corações - Hoje é dia de Maria.

    Oi Amapola! É tão bom vir aqui. Gosto do que vejo e do que leio. Obrigada pelas visitas de sempre. Bjão.

    ResponderExcluir
  50. Querida amiga muita paz . Estou me recuperando da cirurgia voltarei ao médico no dia dezoito, com certeza ele vai marcar a segunda cirurgia, estou rogando a Deus coragem e que tudo de certo.
    Bem vamos falar de vc ,como estais? espero que bem e disposta a estudar daquí ficarei torcendo para tudo dar certo.
    Um abraço lindíssima Amapola. Celina

    ResponderExcluir
  51. Minha querida

    Hoje passando para oferecer o meu selinho de 500 seguidores...feito do vosso carinho e amizade.

    Beijinhos
    Sonhadora

    ResponderExcluir