terça-feira, 1 de junho de 2010

O GRANDE CARUSO, O GRANDE MÁRIO LANZA



O GRANDE CARUSO, O GRANDE MÁRIO LANZA

Numa tarde de 1963, meu pai entrou em casa e disse: __Filhas, passei perto do cinema, e estavam colocando o cartaz de um filme, que tem tudo pra ser uma excelente fita. O nome é: O grande Caruso!
Vou levar vocês... disse ele.

No dia seguinte, eu; ele, e minha irmã mais velha, fomos na sessão das oito horas da noite. A fila estava imensa, mas éramos os primeiros.
Sentamo-nos nas primeiras cadeiras.

O cinema ficou pequeno para tanta gente, e aí as pessoas foram se amontoando no chão, quase invadindo o espaço da tela.
A música orquestrada parou, as luzes se apagaram... começou o filme.

Mário Lanza fazia o papel principal, interpretando o tenor Caruso. Era a história de um camponês muito pobre, que ganhava a vida levando mercadoria numa grande carroça, circulando assim, pelas vilas da Itália.

Quando Mário Lanza começou a cantar, fez-se o maior silêncio naquele cinema. Não se ouvia ninguém comendo pipoca, nem desembrulhando balas, ou bombons.

Nesse momento, senti um frio na espinha, seguido de um arrepio. Fiquei suspensa naquela cadeira e minha emoção, difícil de controlar!
Desejei imensamente que todas as pessoas do mundo estivessem reunidas naquele pequeno cinema de Mariana, para juntos, desfrutarmos da maior maravilha de todos os tempos.

Quando ele terminou essa canção, vestido quase como um mendigo, minhas lágrimas rolaram soltas, enquanto muitos rapazes que também não conseguiram conter suas emoções, batiam seus pés no chão, provocando um imenso estardalhaço.

Era humanamente impossível conter tal emoção. Olhei discretamente para o meu pai e ele parecia paralisado dentro daquele terno escuro que ele usava sempre, em ocasiões especiais.

Não havia o que dizer. Só nos restava o desafio de digerirmos aquele êxtase.

O lanterninha foi obrigado a se intervir, pedindo silêncio e já prevenindo a todos, que, naquele filme, ouviríamos inúmeras outras canções, tão contagiantes quanto aquela.

O enredo era lindo, e durante aquelas duas horas, vimos Mário Lanza cantar inúmeras óperas, sendo uma delas, a preferida do meu pai, que era "Santa Lucia".

Caruso disparou a fazer sucesso e viajava levando na sua voz de ouro, as mais lindas canções napolitanas, para os maiores teatros do mundo inteiro.

Numa de suas apresentações, ele sentiu-se mal. Foi quando começou a expelir sangue pela boca.
Insistiu em continuar cantando, mas num de seus espetáculos, aquele sangue calou para sempre, a sua voz.

06/04/2005



(Meu pai assistiu esse filme, umas dez vezes)

31 comentários:

  1. Amapola, bom diaaaaaaa minha querida!
    Minha amiga, sabe o que eu acho?
    Que deve ser tão lindoooo fazer a "Passagem" do outro lado da vida assim.
    "Cantando". Viver como ele viveu, ecoando sua voz a imensos coraçãoes que tiveram o privilégio de ouvi-lo,é uma dádiva.
    Pena que eu não tive o privilégio de ouvir essa voz.
    Mas eu sempre digo: O Céu é uma orquestra.
    Ele, como muitos, cantam todo dia pra DEUS!
    Um grande abraço amadaaaaaaaaaaa.
    Eu sempre entro e saio daqui com a alma lavada de emoção, poesia.

    ResponderExcluir
  2. Linda lembraça que divides conosco, são emoções que somente quem vive sabe o que siginifica. As vezes eu lembro de meu pai, minha mãe e passagens importantes de minha existência. É triste saber que tudo passa, mas as coisas importantes a gente guarda na mente e no coração e nada poderá apagar. bjs

    ResponderExcluir
  3. Entro aqui, minha Amiga Querida, e tenho a sensação que conheço parte de sua vida, de sua família. Conheço histórias que lhe são tão preciosas. Comheço um pouquinho da sua alma.
    Caruso...ah! O tenor com o agudo mais famoso!
    Quem apresentou-me a obra desse cantor de ópera foi meu avô. Aliás, foi um dos primeiros que puvi com ele, ainda muito jovm e fiquei como vc: estarrecida pela maravilha de som. Como é que alguém podia cantar assim?

    Como é que alguém pode nos colocar em suas histórias com tanta realidade. Enquanto lia, estava com vc, ali, em algum cantinho do cinema ouvindo o ínterprete de Caruso e vendo com o rabo de olho que Maria estava visivelmente emocionada...!!!

    Que Deus abençõe sim, vc e todos que ama. Todas as suas doces lembranças.

    Um beijo, minha Amiga!

    ResponderExcluir
  4. Minha amiga os seus textos me fazem
    interrogar sobre os assuntos que trata
    e isso é bom. Obrigada por tal.
    E obrigada pela visita ao meu blogue.
    Beijinhos/Irene

    ResponderExcluir
  5. Olá amiga poetisa Mapola!
    Fico sempre maravilhado com as suas histórias, pena é que algumas, não tenham um final feliz,mas a vida é mesmo assim,e você as conta tal e qual como se passaram.Era uma menina ainda já se emocionava,e olhava para a cara do seu pai, eu digo isto porque quando me emocione e estou ao pé da minha filha, tento disfarçar, para ver se ela não vê, se calhar ela vê e um dia também irá falar nisso.

    um beijinho grande
    José.

    ResponderExcluir
  6. Boa tarde.
    que maravilha de post.

    bjus

    ResponderExcluir
  7. Olá Amapola
    Até imaginei a acena, é realmente de arrepiar, quando a emoção é muita não sabemos como reagir, ficamos paralisados.
    Grande abraço

    ResponderExcluir
  8. Maravilhoso texto... que bom que compartilhas conosco tantos momentos bonitos de sua vida...parabéns querida!

    Bjos,

    *Simone*

    ResponderExcluir
  9. Amapola, também assisti o filme e quero dizer que o mesmo, era simplesmente imcomparável!
    Foi um homem que lutou e sofreu, apesar da fama e do glamour.
    Imagine a cena em que ele cantava no coral da igreja e sabe que sua mãe falecia?
    Um beijo grande minha amiga, e oxalá, venha de ti, sempre essas pérolas que são tuas histórias.

    ResponderExcluir
  10. Olá Maria Amapola,quase anjo me sinto,após te ler!
    Viva la vida

    ResponderExcluir
  11. Quantas emoções Amapola,
    obrigada por compartilhar
    estes lindos momentos
    seus, que nos fazem viajar.

    Beijos e flores!

    ResponderExcluir
  12. Beijos minha linda.
    Obrigado pelo seu carinho,sua visita é sempre bem vinda.
    Cheguei quase agora amada,lá onde trabalho só posso aceitar os comentários os blog são bloqueados só da para responder em casa mas só faço isso quando chego cedo,mas eu vim aqui te deixar o meu beijo.
    Obrigado viu!!!

    ResponderExcluir
  13. Nascerá amor de todas as cores Para meu coração enfeitar E o perfume que sair de mim Com o do amor se confundirá E nunca mais ...por minhas faces... Deixarei lágrimas de dor rolar...


    "Aut. Desconhecido''

    AGRADEÇO SUA VISITA....BEIJOS...M@RIA

    ResponderExcluir
  14. Vim deixar um beijo de boa noite amadaaaaaaa!

    Aqui tá frio, e chuvaaaaa rs.
    Bom pra dormir mesmo!

    ResponderExcluir
  15. Emocionante seu post....um beijo de bom dia pra ti.

    ResponderExcluir
  16. Pois é amiga, concordo com o que escreveu
    no seu comentário. E vocês aí, (acredita?)
    vão ter um Lula de saias?
    Beijinhos/Irene

    ResponderExcluir
  17. Amapola, que texto lindo!
    Caruso...Mário Lanza... Divinos. Tenho seus primeiros discos e assisti este filme.
    Por influência de meu pai, segui este caminho, e como lamentei a morte deles, quase me fui com Pavarotti, também. Estrelas assim não deveriam morrer, deveriam ser infinitas. Torna-se angustiante sabermos que outros se vão...

    Beijos
    Tais Luso

    ResponderExcluir
  18. Amapola queridaaaaaaaaaaaaaa, voce sempre ilumina meu blog qdo vai lá.
    Agora eu to curiosaaaaaaaaaaaa pra saber do seu texto, referente aquela frase que eu coloquei do Gil (Ahh amiga, essa musica marcou uma fase tão linda da minha vida).
    Até porque voce sabe, o quanto sou fã das suas lindas histórias. Voce fica devendo hum? rsrs.
    E tbm achei legal o blog de cara novo, eu tava enjoada do antigo rs.
    Um abraço grande minha amiga queridaaaaaaaaaa!

    ResponderExcluir
  19. Amapola, é sempre com satisfação e apreço que leio teus comentários, que para mim são estímulos a seguir adiante.
    Bjs.

    ResponderExcluir
  20. Oi minha amiga boa noite! A natureza sempre nos surpreende! Um lindo fim de semana para vc também, bom um ótimo feriado!!!

    Eu adoro ir no cinema! E quando se passa um filme que acho lindo fico com ele na mente por dias!! imagino o que deve ter sido aquela emoçao ainda mais naquela epoca, um abraço!

    ResponderExcluir
  21. Olá Amapola! passei para lhe desejar boa noite,
    e deixar um beijinho.

    José.

    ResponderExcluir
  22. Oi minha querida,
    desculpe a ausência,o tempo é curto para os prazeres.
    Há pessoas que jamais passam.
    Mario Lanza é eterno, assim como a música Santa Lúcia.
    Grande abraço e bom feriado.

    ResponderExcluir
  23. Minha Querida, quisera eu que todos pudessem ter a oportunidade de ler AMAPOLA. Mais que ler...LER ! Não passar os olhos e ler o que as letras juntas formam, mas viver e beber de tudo quanto vc escreve. Colocar seu blog lá foi para mim uma honra. É como se eu estivesse dizendo: eu conheço uma mulher fantástica.

    Dom são bençãos de Deus. Ainda bem que vc soube usar esse presente e multiplicar essas bençãos.

    Com carinho enorme!

    ResponderExcluir
  24. Tem selinho aqui prá voceeeeeeee
    com carinho meu.

    É o primeiro do lado direito.
    "Caminhos Poéticos"

    ResponderExcluir
  25. Que bom receber a tua visita!
    Vim retribuir o carinho!
    Tenha um ótimo dia nesta quinta-feira!
    Bjkas, muitas!
    Sônia Silvino's Blogs!
    http://blogsdasoniasilvino.blogspot.com

    ResponderExcluir
  26. OLá... bom dia, seguidamente...bom feriado....rsrsrss
    Nossa...prá quem não entende nada de blogs.... até que estou indo...rsrsrs
    consegui encontrar você...
    Apanho um pouco mas chego lá....
    Lindo texto.. adorei!!!!
    Voltarei... assim que achar vc novamente,
    beijos amiga mais nova...rss


    Marilis

    Recebi a visita de um amigo seu... hummmmmmmm não me lembro o nome...mas já estou dando uma voltinha no blog dele...
    Voltarei aqui viu?

    ResponderExcluir
  27. Otimo feriado pra ti amiga..um beijo.

    ResponderExcluir
  28. Olá querida !
    Suas postagens são tão especiais !
    Acho que é a sua marca registrada, não ?
    Tudo que vc escreve tem um toque especial de carinho.
    Beijossss
    Mell

    ResponderExcluir
  29. Amapola...
    Fico impressionado com seus textos... Faz a gente ver a cena e sentir um pouco das emoções que você sentiu...
    Mário Lanza, realmente, é um tenor que será lembrado por toda a eternidade...
    Poder ler você compartilhando sua história e suas lembranças é algo muito gostoso...
    Parabéns pelo texto e pelo post.
    Beijo.

    ResponderExcluir
  30. "Os meus olhos
    contemplam
    a luz dos teus,
    que ilumina
    a minha alma!"

    MAURICIO FREYESLEBEN

    Amor & Paz na sua noite...M@ria

    ResponderExcluir
  31. É verdade amada vc tem razão rs.
    Vc é fantástica minha linda.
    Beijokas millllllllllllllll

    ResponderExcluir